Arquivo

Archive for julho \10\UTC 2013

Configurando o VIM para trabalhar com python

10 de julho de 2013 Deixe um comentário

Sim amigos, o bom e velho vim! Estarei mentindo a vocês se disser que só utilizo o emacs, vira e mexe me pego usando o vim e estarei mostrando abaixo como eu deixo ele do jeito que eu gosto para trabalhar com python.

Bom, antes de mais nada, irei trabalhar com VIM na última versão, baixando os fontes e compilando, por isso precisaremos do hg, make, gcc e kernel-headers, caso não tenha instalado eles ainda, instale-os:


$ sudo yum install hg gcc make kernel-headers

Após instalado, iremos começar a baixar e instalar o vim, para isso, basta seguir os passos abaixo (irei realizar os procedimentos na minha HOME, caso você queira em outro local, basta mudar a primeira linha):

$ cd ~
$ hg clone https://vim.googlecode.com/hg/ vim
$ cd vim/src
$ ./configure --enable-pythoninterp --with-features=huge --prefix=$HOME/opt/vim
$ make && make install
$ mkdir -p $HOME/bin
$ cd $HOME/bin
$ ln -s $HOME/opt/vim/bin/vim
$ which vim
$ vim --version

Depois disso a forma mais rápida que eu achei até agora é usando o projeto spf13, que engloba um monte de plugins, bundles, e configurações. Deixa seu Vim, com os highlights habilitados, com folding e outras coisinhas mais…

Pra instalar ele, não é nada dificil, basta apenas:

$ curl http://j.mp/spf13-vim3 -L -o - | sh

Pronto! com isso, você terá uma configuração “pré” feita, basta abrir seu ~/.vimrc e editar algumas para o seu gosto.

Qualquer dúvida, só deixar um comentário.

Até a próxima pessoal!

Categorias:Develop, Fedora Tags:, , ,

Instalando o EMacs

5 de julho de 2013 Deixe um comentário

Bom, conforme dito anteriormente, estou começando a definir meu workspace no Fedora 19,  como desenvolvedor python e shell script, para iniciar preciso instalar 2 coisas importantíssimas! O Vim e o emacs, pois nenhum dos dois vem por padrão no Fedora.

P.S.: Vocês vão reparar o uso do sudo em alguns comandos, é que por segurança e comodismo, eu não uso o root no meu dia-a-dia, porém se você faz uso, basta não informar o sudo antes dos comandos.

# sudo yum install vim emacs

Após instalado, irei configurar o emacs, meu editor preferido, para poder trabalhar de forma legal com o python.

1 . Estou utilizando o arquivo python-mode.el, desenvolvido pela comunidade python, façamos o download dele:

$ cd ~/.emacs.d
$ curl http://launchpadlibrarian.net/21781107/python-mode.el

2. Depois, vamos alterar o arquivo ~/.emacs, e incluir:

(setq auto-mode-alist (cons '("\\.py$" . python-mode) auto-mode-alist))
(setq interpreter-mode-alist (cons '("python" . python-mode)
interpreter-mode-alist))
(autoload 'python-mode "python-mode" "Python editing mode." t)

(global-font-lock-mode t)
(setq font-lock-maximum-decoration t)

(setq-default indent-tabs-mode nil)
(setq default-tab-width 4)

essas linhas são para habilitar o uso do python-mode.

3. Feito isso, teremos que adicionar alguns programas desenvolvidos em python, e pra isso temos que instalar o pip:

$ sudo yum install python-pip

4. Bom, agora vamos instalar a biblioteca de Refectoring chamada Ropemacs, com ele temos – dentre outras coisas – o autocomplete, porém antes temos que instalar o pymacs, essencial para trabalhar com python no emacs.

$ curl -L https://github.com/pinard/Pymacs/tarball/v0.24-beta2 | tar zx $ cd pinard-Pymacs-016b0bc $ make $ cp pymacs.el ~/.emacs.d/pymacs.el $ emacs -batch -eval '(byte-compile-file "~/.emacs.d/pymacs.el")'
$ pip install https://github.com/pinard/Pymacs/tarball/v0.24-beta2

vamos agora configurar no ~/.emacs:

(autoload 'pymacs-apply "pymacs")
(autoload 'pymacs-call "pymacs")
(autoload 'pymacs-eval "pymacs" nil t)
(autoload 'pymacs-exec "pymacs" nil t)
(autoload 'pymacs-load "pymacs" nil t)

Agora vamos instalar o Ropemacs:

$ pip install http://bitbucket.org/agr/ropemacs/get/tip.tar.gz

no ~/.emacs inclua:

(require 'pymacs)

(pymacs-load "ropemacs" "rope-")
(setq ropemacs-enable-autoimport t)

5. Agora falta instalar o pyflakes e o pep8, que trabalham em conjunto com o Flymake, que já vem como padrão nas últimas versões do EMacs, caso você não tenha ele, você terá que instala-lo.

$ pip install pyflakes pep8

Depois configurar no ~/.emacs :

(when (load "flymake" t)
  (defun flymake-pyflakes-init ()
    (let* ((temp-file (flymake-init-create-temp-buffer-copy
                       'flymake-create-temp-inplace))
           (local-file (file-relative-name
                        temp-file
                        (file-name-directory buffer-file-name))))
      (list "/home/lslf/<caminho_virtualenv>/bin/pyflakes" (list local-file))))

  (add-to-list 'flymake-allowed-file-name-masks
               '("\\.py\\'" flymake-pyflakes-init)))

(add-hook 'find-file-hook 'flymake-find-file-hook)

(defun my-flymake-show-help ()
  (when (get-char-property (point) 'flymake-overlay)
   (let ((help (get-char-property (point) 'help-echo)))
    (if help (message "%s" help)))))

(add-hook 'post-command-hook 'my-flymake-show-help)

(delete '("\\.html?\\'" flymake-xml-init) flymake-allowed-file-name-masks)</pre>

Bom, o básico está aí, se você utiliza outros plugins ou mesmo qualquer dúvida, deixe uma mensagem nos comentários.

Até a próxima.

Categorias:Develop, Fedora Tags:, , ,

Olá, mundo (2) !

5 de julho de 2013 Deixe um comentário

Olá a todos, resolvi agora a começar a postar algumas coisas neste blog. Como deu pra perceber, criei o blog há alguns meses, porém nada de nada nele. Desculpas é que não faltam, porém agora resolvi deixar ele mais ativo.

Vou aproveitar pra iniciar o blog, pois estou para fazer uma instalação limpa do Fedora 19. E estou mudando um pouco os ares da minha programação para o linux – até que enfim! Então estarei aqui, postando muitos códigos, algumas dicas e alguns pensamentos e textos que acredito ser de importância.

Bom, é isso…  estarei postando alguns passos que estarei fazendo pra deixar o meu novo Fedora pronto para programar.

Categorias:Sem categoria Tags: